EU NÃO ARDO NAS SOMBRAS, CONSTRUO ALVORADAS!...

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

DEIXA-ME SER TU COMIGO...


                                                         Sei da lonjura serena,
                                                         dos astros enlaçados, ogivais,
                                                         na curva de um poema.
                                                         Sei das paredes do tempo
                                                         onde ainda estão escritos nossos nomes,
                                                         lado a lado.
                                                         Sei dos minutos, das horas, dos anos
                                                         que, suavemente, são apenas um momento.
                                                         Sei do teu corpo que me invoca
                                                         como um coro magnifico em meus olhos gravado
                                                         desde a primeira vez em que os feriu.
                                                         Mas o mundo que me inunda não tem cor!
                                                         Deixa-me ser tu comigo
                                                         e verás que todas as cores em nós repousam.
                                                         O que fica para trás, são sombras apressadas
                                                         que se evadem pelas janelas
                                                         e tudo o que se esconde dentro delas!

                                                        



albino santos
*Reservados Todos os Direitos de Autor

42 comentários:

  1. deixemo-nos envolver em poesia...

    que lindo, meu amigo Al!

    Beijinho com admiração e carinho!

    ResponderEliminar
  2. Maravilhoso poema de um sujeito poético que sabe de segredos inadiáveis.

    bj

    ResponderEliminar
  3. "Gostei da "nova cara do blog"!
    O poema...magnífico, sentido...puro...como devem ser todos os poemas de amor.
    Só assim escreve quem muito ama.

    ResponderEliminar
  4. Boa noite, Al. Poesia muito linda, de cores envolventes que deixam o nosso corpo e alma extasiados.
    Um beijo, e fique na paz!

    ResponderEliminar
  5. querido Albino,
    tuas cores iluminam sentimentos mais intensos..
    sempre encantador estar por aqui..
    beijo.

    ResponderEliminar
  6. deixar esse amor de matizes intensas acontecer...
    sim.

    que coisa mais linda !!!!

    beijinho

    ResponderEliminar
  7. Al,
    Deu-me um nó na cuca esse "Deixa-me ser tu comigo" mas entendi o que queres dizer, pois nossa vida so faz sentido e ganha colorido se pudermos ter a pessoa amada fundida em nós. Lindo poema!
    Beijokas doces e um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  8. de uma beleza que encanta e dói.
    belíssimo acordo do homem com o sentimento, com os tempos e com a fuga de tudo.

    abraço!!

    ResponderEliminar
  9. Querido Poeta, poesia lindissima, envolvente,
    de mágica letras para meu deleite.Um prazer te ler.
    Bravissimo!!Bjs. Vilma

    ResponderEliminar
  10. Lindo e triste,

    Das esperas eternas, dos desejos silenciosos que por vezes, nos dominam,

    Vontades tantas... Tantas vontades,


    Bjkas

    ResponderEliminar
  11. O seu blogue é maravilhoso. Será que permite que insira um dos seus poemas,
    com os devidos créditos no meu blogue http://sinfoniaesol.wordpress.com?
    Basta deixar um comentário.
    Adorei estar aqui.
    Bj.
    Bom fim de semana.
    Irene

    ResponderEliminar
  12. Olá Irene!
    Sim, poderá inserir qualquer dos meus poemas no seu Blogue. Fico grato por gostar do que escrevo!
    Bjs, e um bom fim de semana!
    AL

    ResponderEliminar
  13. As curvas de um poema são por certo curvas da estrada que percorre a vida do poeta.

    Há uma enorme ternura nos passos deste caminhar incolor.


    Um beijo

    ResponderEliminar
  14. E quem disse que o amor é só vermelho? Lindíssimo, Al
    Bj grande

    ResponderEliminar
  15. Um amor para espantar as sombras.

    Encantador... :)

    Um beijo

    ResponderEliminar
  16. [quando se consegue curar as dores
    e se entregar com mais intensidade
    ainda.........se encontra a plenitude,
    não acha???]

    [contem 1 beijo]

    ResponderEliminar
  17. E sabemos nós da poética que explode em cada poema seu, seja qual for a linha que escrevas!

    Lindo, como sempre!

    Beijo, Albino, e um domingo lindo para ti!

    ;)

    ResponderEliminar
  18. E as cores que aqui repousam tornam-te belo.

    Lindo, como sempre.

    Saudades daqui.

    Carinho meu,

    Isa.

    ResponderEliminar
  19. Puro na mensagem e vibrante na intensidade. obrigado pela presença no meu blogue de poesia.

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  20. ah, que acordar o dia com uma ternura assim.
    tão lindo, AL, a ternura dos teus poemas :)
    beijo.

    ResponderEliminar
  21. Olá Al, também sei muitas coisas...outras já esqueci e ainda há aquelas que quero esquecer mas não consigo. Maravilhoso o teu poema que adorei. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  22. Sei do teu corpo que me invoca....(lindo)...graciosas palavras...

    Saudações

    ResponderEliminar
  23. Albino, teu poema é uma verdadeira oração ao amor.
    Cálido, profundo, leve, suave e ao mesmo tempo intenso.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  24. "Deixa-me ser tu comigo"...Verdadeiramente belo e ao mesmo tempo magoado. Mas AL das janelas não se evadem sombras apressadamente, entram raios de sol plenos de poesia, ternura e suavidade. Como o teu poema.
    Palavras sentidas e ...Tuas.
    (E...Sim as flores definham sem cuidados e sem sol)
    Beijo sem sombras

    ResponderEliminar
  25. Um amor em cores, uma sinfonia em palavras.
    beijos e ótima semana.

    ResponderEliminar
  26. Simplesmente Lindo!!!! Viajei em suas doces palavras.
    Bjo no coração.

    http://www.umcantonocoracao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  27. Poesia...poeesia... e poesia...é o que vi em cada verso escrito nesse poema de amor cheio de sensibilidade. Um poema de todas as cores... Muito grata pela visita e comentário. Abraços.

    ResponderEliminar
  28. Olá Albino! Vim agradecer a visita lá em meu blog, as suas gentis palavras!
    Vejo que és altor de inspirados poemas! E neste aqui encontro um misto de sensualidade e jogo de palavras, que és deveras um técnica interessante! Gostei!

    '(...)Deixa-me ser tu comigo
    e verás que todas as cores em nós repousam.'

    Tenha uma ótima noite! Abraço!

    ResponderEliminar
  29. Ola, boa tarde!
    Sei do teu corpo que me invoca
    como um coro magnifico em meus olhos gravado
    desde a primeira vez em que os feriu.

    Quanta sensibilidade!
    Gostei muito daqui, da sua escrita que tem uma sensibilidade maravilhosa, da uma sensação de aconchego, adorei!
    E também gostei da canção, leve, e nos permite refletir, e também relaxar enquanto viajamos em suas palavras.
    Obrigada pela visita e volte sempre que sentir vontade.
    Aline.

    ResponderEliminar
  30. Lindo, profundo e muito sensível...
    "Deixa-me ser tu comigo
    e verás que todas as cores em nós repousam."
    Isto é lindo demais!!!

    bjussssssssss

    ResponderEliminar
  31. E sei do mundo invisível,
    nos acordes dos fios ténues e densos
    onde a cor é o mundo ausente
    da tua imagem
    pensamentos

    Beijos
    MB

    ResponderEliminar
  32. Gosto do que escreves e do sentimento que sempre transmites, lindo!
    Bjs

    ResponderEliminar
  33. Prezado poeta, sempre embalo-me no som das suas letras ao entrar no seu espaço.
    Parabéns! Meu carinho de sempre!
    Ange.

    ResponderEliminar
  34. Um amor quente e sensual que te invade. Anseias pintar a paleta das cores com os tons belos que explodem do coração.

    Como sempre um poema cheio de força...Sublime

    Bjgrande do lago

    ResponderEliminar
  35. Poesia de mestre sensual deixando embalar na ânsia do sentimento que invade outro sêr
    Um beijo meu terno amigo

    ResponderEliminar
  36. A poesia é isto.
    Ela é a força que emana das palavras, as sensações que passam na leitura de cada palavra...
    Amei minha amiga
    Beijo

    ResponderEliminar
  37. As paredes do Tempo nos encarceram e nos impedem de sonhar...cruel essa verdade, né?
    Beijo suave...na noite fia...
    BS

    ResponderEliminar
  38. "um coro magnifico em meus olhos gravado
    desde a primeira vez em que os feriu."

    Você criou uma imagem fantástica! Lindo!!!

    ResponderEliminar
  39. Un amor intenso que produce un viaje de sentimientos por el universo...

    Besos y felicidad

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SIMMMM... nos leva para uma outra dimensão onde o impossível não existe!

      Muitos beijos!

      Eliminar